Saltar al contenido

Roomba Vs Conga – Duas grandes marcas de robôs aspiradores de pó

Roomba Vs Conga

Estamos convencidos que já ouviu falar tanto de Roomba como de Conga se pensou em comprar um aspirador de pó robotizado. São duas das marcas líderes do sector, embora os seus modelos sejam muito diferentes tanto em termos de funcionalidade como de preço. Embora a Roomba esteja normalmente associada à exclusividade de alta gama, a Conga é vista como mais acessível, embora não tão excelente. Para descobrir, comparamos modelos diferentes destas duas marcas pertencentes à iRobot e à Cecotec, respectivamente. Continue a ler!

Roomba Vs Conga: onde o Conga se sobressai

A primeira coisa a esclarecer é que, a fim de cobrir um espectro mais amplo de robôs a todos os níveis, concentrámo-nos nos modelos i7, e6, 981 e 692 de Roomba, e nos modelos 2290, 1790, 3890 e 9090 de Conga. Começamos por delinear onde a Conga tem um desempenho superior ao do seu rival:

Tempo de corrida: duas vezes mais tempo que Roomba

Assumindo que todos os modelos têm a funcionalidade «carga e retorno», precisamos de comparar a gama de cada robô com uma única carga. Os modelos Conga variam de 150 a 240 minutos, em comparação com os modelos Roomba de 75 minutos. Como se pode ver, a sua autonomia é até 2 e 3 vezes mais longa.

Potência: Conga atinge 10.000 Pascals

Devemos salientar que uma das razões pelas quais damos a vitória à Conga neste aspecto é devido à pouca e difusa informação que a Roomba fornece sobre o poder dos seus robôs. Não há dúvida, e podemos atestar, que os robots Roomba têm um alto poder de sucção. O problema é que o iRobot não fornece esta informação em Pascals, como as outras marcas, mas comparando-a com as suas próprias séries 600. Isto torna difícil para os utilizadores, que não têm qualquer razão para saber que potência tem a série 600, comparar o desempenho dos robôs.Roomba Vs Conga_2

Além disso, a Cecotec optou claramente pelo poder de sucção no seu último modelo, o Conga 9090. Este modelo atinge 10.000 Pascals, uma figura muito invulgar no segmento do aspirador de pó robotizado, onde é mais comum ver valores entre 1.500 e 4.000 Pascals.

Versatilidade: várias funções em um aspirador de pó

Se costuma ler as nossas críticas, saberá que um dos aspectos que normalmente destacamos como um ponto positivo nos robôs é a versatilidade de utilização. Por outras palavras, para além de aspirar, varrer e esfregar, podem também esfregar. Isto permite aos utilizadores optimizar o seu tempo e poupar dinheiro, já que podem utilizar o mesmo aparelho para realizar ambas as tarefas. Se isto for essencial para si, recomendamos a Conga. Todos os seus modelos incluem esta dupla funcionalidade, enquanto Roomba apenas aspira. É verdade que podem ser sincronizados com a gama de produtos de limpeza de pavimentos iRobot Braava, mas são necessários dois aparelhos em vez de um.

Tipo de navegação: laser vs. câmaras

É importante notar que o sistema de navegação varia dependendo do quão tecnologicamente inovador cada robô é. No entanto, quase todos os robôs Roomba navegam usando a sua câmara frontal integrada, que fotografa o espaço para criar os seus próprios mapas. No caso do Conga, os robôs mais simples incluem um sistema de navegação giroscópica, enquanto os mais avançados, como o Conga 9090 movem-se por laser, um tipo de movimento mais preciso e inteligente. Roomba combina, em alguns modelos como o 7090, câmaras com um sensor laser, mas este não é o caso dos modelos em que estamos a concentrar-nos.

Escovas centrais: mais escolha de materiais

A Roomba tem duas escovas centrais de borracha combinadas com escovas laterais, pelo que o resultado obtido é muito positivo. A diferença é que a Conga combina as duas cabeças de escova patenteadas da Cecotec: a escova bi-material Jalisco adequada para pisos duros, e a BestFriend Care, uma escova especial anti-rugas de silicone. Assim, a combinação de diferentes materiais ajuda a intensificar a limpeza.

Preço: 30%-40% mais barato

Embora Roomba e Conga sejam perfeitamente comparáveis em termos de desempenho e funcionalidade, não são comparáveis em termos de preço. A relação preço-desempenho da Conga é mais equilibrada do que a de Roomba, embora Roomba seja mais conhecida internacionalmente e goze de uma excelente reputação.

Roomba Vs Conga: pontos a favor de Roomba

Agora que conhece os pontos fortes de Conga, é tempo de ver onde Roomba vence a batalha:

Armazenamento de mapas: Roomba duplica Conga

Vale a pena notar que os modelos mais avançados (Roomba i7 e Conga 9090) permitem-lhe criar mapas interactivos onde pode definir zonas interditas, renomear salas ou gerir a limpeza por sala através do seu telemóvel. No entanto, se optar por uma Roomba pode guardar até 10 mapas, enquanto que se optar por uma Conga só poderá guardar 5.

Além disso, é importante notar que os robôs mais simples (Roomba 692 e 981 ou o Conga 1790 e 2290) mapeiam em tempo real, mas estes mapas não são interactivos e não são guardados depois, o robô cria um novo mapa de cada vez.

Sensores: Roomba inclui DirtDetect

Todos os robôs estão normalmente equipados com sensores anti-choque e anti-queda, para evitar que bata ou caia escadas abaixo. Roomba, contudo, inclui sensores DirtDetect nos seus modelos, que identificam altas concentrações de sujidade para que o robô intensifique automaticamente a potência nesse momento. Isto, por sua vez, permite a Roomba optimizar a duração da bateria.

Base auto-esvaziante: grande autonomia

Caso não soubesse, algumas versões de certos modelos incluem uma estação de auto-esvaziamento onde o próprio robô deposita os resíduos assim que o seu depósito interno estiver cheio. No caso do Conga, este é o Conga 2290 Ultra Home, e no caso do seu rival, o Roomba i7+. Embora o seu desempenho seja semelhante em ambos os casos, Roomba oferece uma capacidade ligeiramente maior e pode durar até 60 dias sem esvaziar a base. A Conga, por outro lado, incorpora um saco com uma capacidade de cerca de 4 litros, que normalmente não corresponde à autonomia de Roomba. No entanto, isto pode variar dependendo de como se utiliza cada um deles.

Roomba vs Conga: desenho técnico

Há algumas áreas onde há pouca diferença entre Roomba e Conga, e estas são as seguintes:

Função «Recarga e devolução

Esta funcionalidade está a tornar-se cada vez mais comum em todos os aspiradores de robôs. Assim que identificam uma bateria fraca, vão sozinhos para a base de carga para recarregar a bateria o suficiente para terminar a limpeza e retomar a limpeza.

Controlo remoto: aplicação e voz

Uma das qualidades mais atractivas para os utilizadores de aspiradores de pó de robôs é a possibilidade de os operar via smartphone e sem necessidade de estar em casa. Tanto para o Roomba como para o Conga, pode descarregar a aplicação móvel correspondente para gerir a limpeza nas diferentes salas, programá-la ou alterar o nível de potência, entre outras acções. Todos os modelos são também compatíveis com os assistentes virtuais Alexa e Google Assistant.

Como escolher o melhor aspirador de pó para robôs?

Decidir que robô de limpeza comprar não é tão fácil como parece à primeira vista. Há muitos conceitos que precisa de conhecer para fazer uma avaliação objectiva e eficaz do desempenho de cada um deles. Aqui estão alguns dos mais relevantes:

  • Tipo de navegação: existem diferentes tipos de navegação, embora a mais completa e precisa seja a navegação a laser. O problema é que eles são também os mais caros, e muitos utilizadores não podem suportar um custo tão elevado. A navegação por câmara ou giroscópio pode ser uma alternativa mais equilibrada e económica, mais abrangente do que a navegação por sensor.Roomba Vs Conga_2
  • Capacidade de sucção: É evidente que um dos principais pontos fortes dos robôs é a sua potência, que é normalmente medida em Pascals. Os exemplos básicos podem ser cerca de 1500-2000 Pascals, enquanto os mais avançados podem atingir 4000 e mesmo 10000 Pascals.
  • Dupla funcionalidade: a possibilidade de aspirar e esfregar com o mesmo dispositivo inteligente é uma característica muito atractiva para muitos utilizadores, uma vez que poupa dinheiro e proporciona resultados mais completos.
  • Recarga automática da bateria: a independência é um dos grandes factores de diferenciação dos robots, e parte disto reside na função «Recarga e retoma». Portanto, o nosso conselho é escolher um robô com uma opção de recarga automática para a base quando a bateria estiver fraca, para que não tenha de ser você mesmo a tomar consciência disso.
  • Sensores: A maioria dos robôs de hoje estão equipados com um bom conjunto de sensores que os impedem de cair ou bater em obstáculos. Além disso, os modelos mais avançados podem ser reforçados com modelos mais específicos que lhes permitem reconhecer automaticamente diferentes objectos e animais de estimação.

Roomba Vs Conga: Que marca é mais recomendável?

Assumimos que qualquer uma das duas gamas de robôs será uma aposta segura. Ambos combinam funcionalidade e independência com inovação tecnológica, embora existam algumas diferenças entre os modelos de cada gama. O que mais se destaca é o preço, que é mais elevado para os robots Roomba. A este respeito, deve ter-se em conta que a reputação e o alcance global desta marca é maior.

No entanto, a nossa recomendação seria optar por um robô Conga, cuja relação preço-qualidade é mais optimizada. Além disso, o serviço ao cliente da Cecotec é realmente bom, algo que poderia levantar dúvidas entre os utilizadores que não têm referências anteriores à marca.

Caso ainda tenha dúvidas, recomendamos que consulte as análises deixadas por outros utilizadores na Amazon. As suas experiências podem ajudá-lo a tomar a decisão final, que, como sempre dizemos, é exclusivamente sua.